rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Atentado Atletismo Londres Maratona Maratona de Boston Maratonista Segurança Terrorismo

Publicado em • Modificado em

Maratona de Londres começa com forte esquema de segurança

media
Os competidores na Maratona de Londres fazem 30 segundos de silêncio em homenagem às vítimas da Maratona de Boston. REUTERS/Luke MacGregor

Apenas uma semana após a tragédia da Maratona de Boston, a Maratona de Londres acontece neste domingo sob um forte esquema de segurança. Em homenagem às vítimas nos Estados Unidos, os corredores fizeram 30 segundos de silêncio. Os organizadores esperam 36 mil participantes. A competição feminina, iniciada às 8 horas da manhã no horário local (4h da manhã em Brasília), teve como vencedora a queniana Priscah Jeptoo.Entre os homens, o vencedor foi o etíope Tsegaye Kebede.  


A Maratona de Londres disputada neste domingo é marcada pela tragédia da Maratona de Boston. Os 36 mil participantes da competição na capital inglesa usavam fitas negras em homenagens aos 3 mortos e 180 feridos nas duas explosões de Boston na semana passada. Também em tom solene, os competidores fizeram 30 segundos de silêncio.

Apesar de afirmar que o nível de alerta não havia sido aumentado, a polícia reforçou o esquema de segurança para a competição deste domingo. Em relação ao ano passado, o efetivo policial é 40% superior, mas a Scotland Yard não quis informar o número exato de policiais deslocados para a operação. Trabalhando diretamente com o FBI, o equivalente da Polícia Federal nos EUA, a Scotland Yard informou que não “há nenhuma ligação entre a atrocidade cometida em Boston e a maratona de Londres”.

Os organizadores da competição londrina também procuraram tranquilizar o público e os atletas. “A polícia terá uma presença ostensiva para acalmar as pessoas. Eles farão revistas e também tomarão outras medidas para assegurar que o evento seja tão seguro e festivo como sempre”, disse Nick Bitel, responsável pela organização da maratona.

O percurso de 42,1 km começa em Greenwich, no leste de Londres, segue pela margem do rio Tâmisa, passa pelo Palácio de Buckingham Palace e atravessa os principais pontos da capital britânica como a Torre de Londres, o Parlamento e o Big Ben.

O príncipe Harry, terceiro na linha de sucessão real, distribuirá os prêmios aos vencedores. Para cada competidor que completar a prova, uma doação de 2,35 euros (R$ 6,15 ) será destinada para um fundo de solidariedade às vítimas da Maratona de Boston.

Favoritos

A queniana Priscah Jeptoo é a grande vencedora da competição feminina com o tempo de 2h20'14. Em segundo lugar, a também queniana Edna Kiplagat alcançou a marca de 2h21'32 e a japonesa Yukiko Akaba, com 2h24'42, ficou na terceira colocação.

Entre os homens, uma das grandes estrelas da maratona é o britânico Mo Farah, medalha de ouro nos 5.000 m e 10.000 m nos Jogos Olímpicos de Londres no ano passado. O queniano Wilson Kipsang, vencedor da edição de 2012, é um dos grandes favoritos assim como seu compatriota Patrick Makau, que detém o recorde mundial da modalidade. Stephen Kiprotich, de Uganda, campeão olímpico também é outro atleta que pode chegar ao topo do pódio.