rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Linha Direta
rss itunes

Homenagens a Hugo Chávez dão tom do 1° de maio cubano

Por Vanessa Oliveira

"Maio por Chávez, pela Venezuela e pela solidariedade" proclamava a edição da última terça-feira do jornal havaneiro Tribuna. Todos os anos, o 1° de maio costuma ser um dos dias mais importantes do calendário cubano. As aglomerações começam às quatro da manhã da véspera e as festas e desfiles tomam todas as cidades da ilha. Geralmente, são trabalhadores, estudantes, sindicalistas.

Mas neste ano, haverá, por exemplo, um bloco de cubanos médicos, professores, atletas e agricultores que cumpriram missão na Venezuela. Uma comissão de representantes dos 23 estados venezuelanos foi convidada para assistir de perto às homenagens. Claro que não faltam frases de apoio ao novo presidente Nicolás Maduro, nos cartazes espalhados por todas as ruas pelos Comitês de Defesa da Revolução.

Além das homenagens a Chávez, o governo dos Castro aproveita o primeiro de maio para reafirmar os ideiais da Revolução. Expressões como "vamos dizer sim mais uma vez à Revolução e à Pátria" estão por toda parte.

E, embora muita gente diga "sim" por vontade própria, esses imperativos acabam criando um clima de participação "voluntória" (voluntária + obrigatória). É o que conta a jornalista Vanessa Oliveira, que está em Havana, ao programa Linha Direta.

Em meio à tensão entre Irã e EUA, americanos se opõem a mais uma guerra

Festival de Cannes ainda está longe da paridade entre homens e mulheres no cinema

Aumento de tarifas americanas entra em vigor e deve acirrar guerra comercial entre EUA e China

China x EUA: guerra comercial de longo prazo é desafio para investidores

Após 48 horas de violência, entra em vigor cessar-fogo na Faixa de Gaza

Matteo Salvini visita Hungria para discutir "pacto europeu" com o nacionalista Viktor Orbán

Dia do Trabalho de tensão na Venezuela com manifestações pró e contra Maduro

Biden inicia campanha em Pittsburgh para conquistar operários que votaram em Trump

Espanha: Partido Socialista vence legislativas e extrema direita entra no Congresso

Ciclone Kenneth devasta ilha em Moçambique com ventos de mais de 200 km/h

"Direito internacional deve prevalecer à lei do mais forte", diz Putin após reunião com Kim Jong-Un

Morte de jornalista reabre ferida dos anos sangrentos na Irlanda do Norte

Zelenski, o ator que virou presidente da Ucrânia, país estratégico para a Europa