rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Fato em Foco
rss itunes

Salão do Automóvel de Genebra aposta na tecnologia para recuperar o setor

Por Daniella Franco

Começa nesta quinta-feira (6) o Salão do Automóvel de Genebra, na Suíça, um dos eventos mais importantes do mundo do setor automobilístico no mundo. Em sua 84ª edição, o salão apresenta tudo o que há de mais moderno dos automóveis. As novas tecnologias, aliás, estão na mira das grandes montadoras que se unem a gigantes como Apple, Google e Microsoft para a recuperação do mercado que enfrenta uma grave crise desde 2009.

Para conferir a reportagem completa, clique no botão “Ouvir”

Ao todo, 900 modelos serão expostos; 146 deles pré-estreiam no salão de Genebra. Além da mostra de novos veículos, o evento também apresenta soluções modernas de design e engenharia para acessórios, equipamentos e peças automobilísticas.

A França, um dos países que tentam alavancar o mercado em 2014 com uma expectativa de venda de 12,7 milhões de veículos, está representada pela terceira geração do Twingo – a grande esperança da Renault para este ano. A Citroën aposta no C4 Cactus, enquanto a Peugeot se apoia no modelo 308 SW.

Há quem esteja otimista para a recuperação do setor no plano europeu este ano. É o caso do diretor da Associação Espanhola Fabricantes de Veículos e Caminhões, David Barrientos. "Há países que vão impulsionar esse crescimento, como o Reino Unido e a Espanha. Já outros mercados terão um crescimento mais modesto, mas com números importantes e essenciais para a União Europeia, como é o caso da Alemanha e da França. Mas não há dúvidas que do mercado europeu começam a emergir aspectos positivos, que resultam em uma melhor perspectiva nos próximos anos", estima.

Inovações se concentram nas novas tecnologias

É na fusão de novas tecnologias aos automóveis que se concentra a maioria das novidades e inovações do setor. Sistemas digitais até então exclusivos a computadores e a telefones celulares devem se tornar itens essenciais nos veículos. Não é à toa que as principais montadoras já trabalham em parceria com gigantes das novas tecnologias, como a Apple, a Google e a Microsoft.

As principais inovações, que antes diziam respeito ao design e à performance dos veículos, agora dividem espaço com aplicativos e interfaces digitais - o que tornam comuns no setor automobilístico termos como "máquinas inteligentes", "carros conectados" ou mesmo "auto-dirigíveis", a exemplo do GoogleCar.

90 bilhões de produtos conectados

Para o professor especialista em cultura digital da ESPM-SP e da FIA-USP Gil Giardelli, com o esgotamento de inovações sobre potência e velocidade, a indústria automobilística vai passar a vender tecnologia. “Os consumidores hoje priorizam as multiplataformas, querem ser hiper-conectados, porque há essa necessidade imediatista da conexão na sociedade. Por isso o setor automobilístico se volta às novas tecnologias. Alguns especialistas dizem que até 2017, vamos ter 90 bilhões de produtos conectados à rede que não sejam celulares ou computadores”, diz.

Um dos destaques do Salão do Automóvel de Genebra funciona dentro deste propósito. O CarPlay, da Apple, é um sistema de integração das principais funções do iPhone ao painel de controle dos veículos, que opera de forma digital e também através do Siri, o sistema de comando de voz da marca. Grandes montadoras como a Volvo, a Ferrari e a Mercedes-Benz lançam o novo mecanismo no evento. A Honda, a Toyota, a General Motors, e a BMW também devem oferecer o sistema em breve.

Para o jornalista Olivier Busuttil, redator dos sites sobre tecnologia iAddict.com e Pompom Comedy, a inauguração de mecanismos como o CarPlay prova que os automóveis são um novo campo de batalha das empresas de novas tecnologias. “Acho que há muitos anos o mercado automotivo não apresenta inovações relevantes, ou seja, que nao estejam diretamente relacionadas às tecnologias dos computadores ou celulares. Se o setor automobilístico tivesse evoluído tão rápido como a telefonia móvel, os carros estariam há muito tempo voando”, brinca.

Para ele, o CarPlay é mais do que a disponibilização de algumas funções do Iphone nos painéis de controle dos carros. “O que a Apple fez foi realmente adaptar o sistema IOS de forma que se possa beneficiar das funções do iPhone em um carro, mas com as características e vantagens necessárias para quem está no volante. Mesmo se as montadoras oferecessem até agora a possibilidade de utilizar as funções do celular na direção, nada havia ido tão longe como essa nova opção da Apple", ressalta.

Para brasileiros em Paris, violência urbana no Brasil ainda é pior que terrorismo

Pesquisa aponta que franceses aceitariam menos liberdade em troca de segurança

Nova regra francesa de doação de sangue impõe abstinência sexual para doadores gays

Campanha contra bullying prejudica imagem do professor, dizem sindicatos da França

Presença do Irã em negociações sobre a Síria é essencial para a paz

Motivo de polêmica no Enem, Simone de Beauvoir foi fundamental para o feminismo

Analista em Berlim diz que só "base recosturada" pode afastar impeachment de Dilma