rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
França
rss itunes

Telefones públicos podem desaparecer em Paris

Por Taíssa Stivanin

Em menos de dez anos elas se transformaram em um objeto anacrônico : aos poucos as cabines telefônicas em Paris estão desaparecendo e dentro de alguns anos apenas um serviço mínimo será mantido. Segundo a empresa Orange, que administra o serviço, desde 2004 houve uma queda de cerca de 90% do número de chamadas.

Com a popularização dos celulares no mundo, as cabines telefônicas perderam sua função em boa parte dos países. A fila para falar no orelhão, uma cena tão comum há 15 anos de agora em diante só poderá ser vista nos filmes. Na França, a Orange, empresa prestadora do serviço, iniciou a retirada das cabines telefônicas das ruas em 1997.

Em 2013, 18 mil telefones foram desativados. Atualmente, existem 95.750 cabines telefônicas em funcionamento no país: 68% delas estão nas calçadas e 32% estão situadas em estações de trem, aeroportos, estradas, centros comerciais, hotéis e bares.

Dados da ARCEP, o organismo ligado ao Ministério das Comunicações francês responsável pelo serviço, mostram que o volume anual de chamadas diminiu de 4,3 bilhões de minutos em 1998 para 100 millhões de minutos em 2012. Hoje, em Paris, uma parte das cabines também foi ocupada por sem-tetos ou destruídas em atos de vandalismo..

O objetivo nos próximos anos é garantir o chamado "serviço universal", com a manutenção de um telefone público em cada cidade de mais de mil habitantes, ou seja, cerca de 40 cabines telefônicas. A França segue a tendência europeia, ainda segundo a Orange. Em alguns países, como a Holanda e a Suécia, o serviço também já foi definitivamente desativado.

Iniciativas da população tentam barrar vitória de Frente Nacional no norte da França

Com espumante melhor que o champanhe, Itália supera a França como maior produtor de vinhos

Ongs e população se mobilizam para acolher milhares de refugiados na França

Campanha francesa faz apelo por mais ruas com nomes de mulheres em Paris

Prefeitura de Paris fecha cerco a carros e irrita população nas férias

Enquanto igrejas são abandonadas, muçulmanos sofrem com a falta de mesquitas na França

Com apresentações de rua e ingressos baratos, ópera atrai jovens franceses

França culpa internet e videogames pela morte de três jovens em explosão

"Purple drank", droga à base de xarope, vira moda entre adolescentes na França