rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Aviação França Airfrance Greve Crise

Publicado em • Modificado em

Greve cancela mais da metade de voos da Air France nesta segunda

media
A Air France vai operar apenas 40 por cento dos seus voos na segunda-feira por causa de uma greve dos pilotos. REUTERS/Christian Hartmann

Mais da metade dos voos da Air France foram cancelados nesta segunda-feira(15) com a maior parte da frota de aviões paradas no solo. Em comunicado publicado em seu site, a companhia aérea francesa estima que só deve conseguir realizar 48% dos voos previstos. Segundo a empresa, a greve poderá ser ampliada e uma nova estimativa indica que de 60% dos voos serão cancelados nesta terça-feira.


Um dos sindicatos que convocaram a greve afirma que oito em cada dez voos possam ser atingidos. O SNPL, principal sindicato da categoria, convocou a greve para uma semana e outros dois menores anunciaram a paralisação até quinta-feira, dia 18. Diante da dimensão da greve, a companhia aérea pede aos passageiros que, na medida do possível, adiem suas viagens ou peçam reembolso da passagem.

Os pilotos decidiram cruzar os braços em protesto ao projeto da direção da Air France de desenvolver a Transavia, filial low cost da empresa. No entanto a direção da companhia aérea rejeitou a principal reivindicação dos sindicatos: um contrato único para os pilotos, com as condições atuais previstas pela Air France, para todas as empresas do grupo, que incluem Transavia e a Hop!.

Salários mais baixos

A Air France quer ampliar a atuação da Transavia na França e na Europa, criando bases em outros países, como Portugal e Alemanha, oferecendo contratos locais. Ou seja, com salários mais baixos e menos garantias sociais. Segundo a empresa, essa é a única maneira de concorrer com outras empresas do mercado low cost como Easy jet e Ryanair.

As negociações continuam num impasse. Mas segundo, o presidente da Air-France KLM, Alexandre de Juniac, elas continuam. De acordo com a empresa, cada dia de greve provoca prejuízos estimados entre €10 a €15 milhões.

  Voos para o Brasil não são afetados

Os voos da Air France para o Brasil com saída de Paris não sofreram com a greve até o momento. O primeiro voo às 8h30 da manhã para o Rio de Janeiro decolou com 45 minutos de atraso e outro também com destino final para o Rio, previsto para as 10h30 também está garantido. O voo noturno, previsto para decolar 23h25 minutos, pelo horário local, está mantido.