rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Imprensa Mudanças Climáticas Cidadãos Energia Libération

Publicado em • Modificado em

Cidades inovam para enfrentar desafios urbanos e climáticos

media
Capa do jornal francês Libération desta quarta-feira, 01 de julho de 2015.

O jornal Libération desta quarta-feira (1°) traz uma extensa reportagem para falar das cidades mais inovadoras do mundo na questão ambiental. O diário aproveita para discutir o tema no dia em que será aberta em Lyon, cidade do sudeste da França, um encontro mundial sobre clima e territórios.


O evento em Lyon reúne associações da sociedade civil, empresas e sindicatos que participam apenas como "observadores" de grandes conferências sobre o clima, como a COP 21, prevista para dezembro em Paris. A reunião, que deixa de fora governos e instituições públicas, discutirá alternativas para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.

Libération lembra que em pouco mais de meio século, a população urbana passou de 15% para 50%. Até 2050, 75% dos habitantes do planeta vão morar em centros urbanos. As cidades já consomem três quartos dos recursos em energia e são responsáveis por até 70% das emissões de gases que provocam o efeito estufa.

Libération destaca dez cidades, de vários continentes, que encontraram soluções interessantes para melhor a vida de seus moradores. Entre elas, Medellín, na Colômbia, que investiu na mobilidade urbana, criando teleféricos ligados à rede de metrô, um sistema de aluguel de bicicletas e até construindo bibliotecas e museus em favelas.

Helsinque, capital da Finlândia, quer banir os carros das ruas até 2025. Para isso, a prefeitura local desenvolve um sistema de transporte público de acordo com as necessidades dos usuários. Jacarta está construindo um imenso dique para evitar as enchentes recorrentes que infernizam os moradores da capital indonésia.

Libération quis mostrar que o ritmo lento de decisões de grandes líderes políticos não impede iniciativas locais bem-sucedidas para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, respeitando o meio ambiente.