rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Linha Direta
rss itunes

Incêndios na Califórnia continuam destruindo e ameaçando a população

Por RFI

Há quatro anos, a Califórnia vem sofrendo secas históricas. E além da falta d'água nas casas e para irrigar as maiores plantações que abastecem os Estados Unidos, umas das consequências são os incêndios que estão devastando áreas imensas. um bombeiro morreu e já foi decretado iclusive estado de emergência .

Cleide Klock, correspondente da RFI Brasil em Los Angeles

Está bem triste e desesperadora a situação. Há 23 pontos de incêndio acontecendo simultaneamente em todo o Estado da Califórnia. Nas últimas semanas, mais de 570 quilômetros quadrados de terreno sofreram com os incêndios. O maior deles, a noroeste da capital Sacramento, perto da localidade de Clear Lake, região vinícola em ascenção, já queimou 263 quilômetros quadrados e ameaça 5,5 mil casas. O governo estadual ordenou a evacuação de cerca de 13 mil pessoas.

 Foi este incêndio que no sábado queimou mais de 80 quilômetros quadrados. O Rocky Fire, nome que deram ao incêndio, em apenas cinco horas, devorou este grande terreno e depois disso quadriplicou de tamanho. Nesta terça (4) já tinha invadido 24 casas, sete mil outras estruturas e uma grande comunidade está em risco. Mais de 3.200 bombeiros estão trabalhando no local, com 20 helicópteros, aviões de carga e 285 veículos terrestres, mas apenas cerca de 12% do fogo foi contido até agora,. A previsão é que tenham pelo menos mais uma semana de trabalho para combatê-lo. As autoridades classificaram este como desastre sem precedentes na região.

Queimadas

As queimadas vêm sendo causadas pelos terrenos completamente ressecados, as temperaturas altas - na semana passada os termomêtros ultrapassaram os 35 graus por aqui e a umidade caiu para 10% em várias regiões. O vento forte também acaba sendo um problema e além disso, muitos relâmpagos propagaram faíscas que deram início a focos de incêndio.

Na fronteira com o estado de Oregon, foi assim que começou o fogo que já tomou mais de 100 quilômetros quadrados. Um dos grandes problemas também é que as áreas mais afetadas são as mais montanhosas, as áreas florestais de difícil acesso o que dificulta ainda mais o trabalho dos bombeiros. Nesta terça a temperatura até deu uma baixada, o que ajudou os bombeiros a progredirem no trabalho, mas já pra essa quarta novamente há previsão de trovoada o que aumenta o risco de relâmpagos.

Anos anteriores

De acordo com as autoridades, já houve chamadas para combater mais de 4200 incêndios florestais, cerca de 1500 a mais do que no mesmo período ano passado. Um levantamento também mostra que que o serviço florestal normalmente gasta 16% do orçamento em contenções de fogo, mas esse ano o gasto já ultrapassou 52% do orçamento. O governador, o democráta Jerry Brown declarou que o estado virou um barril de pólvora.
 

Refugiado deportado por engano expõe falha em política migratória da Alemanha

Novo bloqueio de Israel à Gaza aumenta temor de conflito de maiores proporções

Caos em aeroporto de Lisboa deixará Portugal com 1 milhão de turistas a menos por ano

"Nem sempre o melhor vence", alfineta capitão croata depois da final contra a França

Superação será fator decisivo na final da Copa entre França e Croácia

Trump visita May no Reino Unido mas tenta fugir dos protestos em Londres

Reforma da aposentadoria dos juízes ameaça Estado de Direito na Polônia

Secretário de Defesa americano dá prosseguimento a negociações diplomáticas em viagem pela Ásia

Fragilizada, Merkel tenta resolver conflito migratório em cúpula da UE

Com jogadores mais altos, Sérvia vai apostar em bolas aéreas contra o Brasil

Guerra comercial: EUA visam boicote ao capital chinês em empresas de tecnologia

UE visa criação de centros de triagem para migrantes fora do território europeu