rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Linha Direta
rss itunes

Tablóide alemão Bild delata autores de mensagens xenófobas nas redes sociais

O tablóide Bild, o jornal mais lido da Alemanha, lançou uma campanha inédita visando impedir a disseminação de mensagens xenófobas nas redes sociais. Em duas páginas inteiras, a publicação divulgou mais de 40 mensagens incitando ao ódio e à violência contra imigrantes e contra políticos que apoiam a acolhida aos estrangeiros, com fotos e nomes dos autores.

Marcio Damasceno, correspondente da RFI Brasil em Berlim

A atitude do tablóide alemão ilustra a dimensão que a radicalização dos movimentos de extrema direita na Alemanha durante a crise de refugiados. Essa campanha é mesmo um sinal que a violência contra estrangeiros ganha uma nova dimensão na Alemanha.

Um dos motivos para a campanha foi, sem dúvida, o ataque a faca contra a candidata à prefeitura da cidade de Colônia, Henriette Reker, no sábado passado, por um desempregado que afirmou querer protestar contra a politica alemã para refugiados. Henriette Reker, que venceu as eleições no domingo com mais de 50% de votos, foi atacada porque era uma das pessoas responsáveis em Colônia pela acolhida de migrantes.

Outro motivo claro é a radicalizaçao do Pegida, o movimento anti-islâmico que agora faz um ano, realizando manifestações às segudas-feiras na cidade de Dresden.

Redes sociais

Outro aspecto do aumento da xenofobia é a discussão sobre se redes sociais como Facebook e Twitter deveriam censurar mensagens racistas ou mesmo serem punidas pelos comentários de seus assinantes. Há tempos que o jornal Bild e a mídia alemã vêm discutidno sobre até onde pode ir a liberdade de expressão na internet.

Estrangeiros atacados

Em diversas cidades houve ataques incendiários contra prédios destinados a receber migrantes mas ninguém até agora tinha se ferido. O atentado a faca, que quase custou a vida da prefeita eleita de Colonia, chocou a Alemanha e aumentou a preocupação com essa radicalização da extrema direita que está ocorrendo.

O assunto da radicalização da xenofobia e do aumento da violência contra estrangeiros está sendo muito debatido pela mída alemã, principalmente em relação ao movimento anti-islamização Pegida, com um acalorado debate sobre ser proibido.

O resto da imprensa não aderiu a essa campanha do Bild. É importante ressaltar que o Bild é um tablóide sensacionalista, que sempre se destacou também por sua postura extremamente conservadora e que sempre se pautou por chamar a atenção de forma controversa.

 

Protestos contra padre acusado de abuso sexual marcam visita do Papa aos países bálticos

Destituição do chefe da agência de inteligência alemã abala governo Merkel

70° Emmy é marcado por pedido de casamento e premiação de “The Marvelous Mrs. Maisel”

Hong Kong se recupera da passagem do tufão Mangkhut, o mais forte que já atingiu o território

Em Berlim, congresso sobre violência sexual destaca casos na Igreja Católica

25 anos depois, Acordos de Oslo entre Israel e Palestina parecem cada vez mais distantes

Primárias em Nova York podem concretizar "ano da mulher" do Partido Democrata

Ameaças de sanções contra o Tribunal Penal Internacional reforçam opção isolacionista dos EUA

Suécia: eleições devem confirmar avanço de partido da extrema-direita e anti-imigração

Devido ao Brexit, Reino Unido perde apoio dos países europeus no caso Skripal

Acusado de apoiar terrorismo, Catar pode virar ilha e ficar totalmente isolado

Aufstehen, movimento de esquerda e anti-imigração, é lançado na Alemanha

Ministro italiano pode ser afastado do cargo por bloquear migrantes na Sicília

Papa tenta na Irlanda conquistar católicos afastados por escândalos de pedofilia