rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
A Semana na Imprensa
rss itunes

Revista do jornal Le Monde elogia Anitta, a “Beyoncé carioca”

Por Silvano Mendes

A revista M do jornal francês Le Monde traz em sua edição desta semana uma reportagem sobre a cantora Anitta. Com o título “Beyoncé carioca”, o texto explica como a brasileira se tornou, graças ao clip da música Vai Malandra, um fenômeno planetário.

A correspondente de Le Monde no Brasil relata que o vídeo, postado em dezembro no YouTube, alcançou em apenas 12 horas a 16ª posição no ranking do Spotify’s Viral Charts no Brasil e que continua, quase três meses depois, entre os 200 títulos mais ouvidos no mundo. “Vista 203 milhões de vezes no YouTube em meados de fevereiro, a canção confirma o sucesso desta que é descrita como a “Beyoncé do Brasil”, diz o texto.

A reportagem explica que Anitta é uma verdadeira representante do funk brasileiro, “um movimento seguido de perto pelos especialistas musicais”. Afinal, comenta a correspondente, esse ritmo que antes era restrito aos bailes das favelas e às “tórridas discotecas da periferia de São Paulo”, ultrapassa finalmente suas fronteiras. Sandra Jimenez, que dirige o departamento de música do YouTube na América Latina, afirma que “2017 foi o ano em que os talentos brasileiros quebraram a barreira da língua”. E seguiram o exemplo de Anitta nomes como MC Kevinho ou MC Fioti, lista o texto.

A correspondente entrevista Carlos Palombini, professor de musicologia na Universidade Federal de Minas Gerais. Segundo ele, “o funk brasileiro mudou desde o início dos anos 2010, deixando de lado sua origem agressiva, reivindicativa e cheia de palavrões, para usar códigos da pop, mais melodiosa e mais fácil de exportar”.

Porém, comenta a reportagem, Anitta teria algo a mais. “Ela encarnaria de alguma forma a sociedade brasileira contemporânea” diz o texto.  Citando o crítico musical do site G1, Braulio Lorentz, o texto afirma que Anitta “soube seduzir as meninas de todas as classes sociais” e que a cantora seria um símbolo do empoderamento feminino.

A correspondente termina se perguntando se Anitta poderia ser considerada como uma figura feminista. E completa analisando que, mesmo se a carioca adota os códigos da mulher-objeto, ela também assume, sem complexo, suas celulites nos primeiros dez segundos do clip Vai Malandra. “Um ato militante”, resume a reportagem da revista M.

Francesa mostra circuito de 200 motéis como atração turística do Rio de Janeiro

Revista L’Obs questiona “o que é ser um homem na era pós #Metoo”

Exposição com fotos inéditas dos bastidores da Nouvelle Vague é destaque na imprensa francesa

“Cães dos poderosos”: animais de estimação de presidentes franceses são capa da revista do Le Monde

Projeto de extração de ouro na Guiana Francesa vira "mina da discórdia"

Filme sobre Edir Macedo ilustra poder dos evangélicos no Brasil, diz Le Monde

Juiz uzbeque que criou confusão no Brasil é recordista de arbitragem na Copa

Finlândia tenta resolver crise de moradia oferecendo casa para os sem-teto

Nobel de Economia francês adverte contra discursos ultraconservadores distantes do interesse coletivo