rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
A Semana na Imprensa
rss itunes

Revista do jornal Le Monde elogia Anitta, a “Beyoncé carioca”

Por Silvano Mendes

A revista M do jornal francês Le Monde traz em sua edição desta semana uma reportagem sobre a cantora Anitta. Com o título “Beyoncé carioca”, o texto explica como a brasileira se tornou, graças ao clip da música Vai Malandra, um fenômeno planetário.

A correspondente de Le Monde no Brasil relata que o vídeo, postado em dezembro no YouTube, alcançou em apenas 12 horas a 16ª posição no ranking do Spotify’s Viral Charts no Brasil e que continua, quase três meses depois, entre os 200 títulos mais ouvidos no mundo. “Vista 203 milhões de vezes no YouTube em meados de fevereiro, a canção confirma o sucesso desta que é descrita como a “Beyoncé do Brasil”, diz o texto.

A reportagem explica que Anitta é uma verdadeira representante do funk brasileiro, “um movimento seguido de perto pelos especialistas musicais”. Afinal, comenta a correspondente, esse ritmo que antes era restrito aos bailes das favelas e às “tórridas discotecas da periferia de São Paulo”, ultrapassa finalmente suas fronteiras. Sandra Jimenez, que dirige o departamento de música do YouTube na América Latina, afirma que “2017 foi o ano em que os talentos brasileiros quebraram a barreira da língua”. E seguiram o exemplo de Anitta nomes como MC Kevinho ou MC Fioti, lista o texto.

A correspondente entrevista Carlos Palombini, professor de musicologia na Universidade Federal de Minas Gerais. Segundo ele, “o funk brasileiro mudou desde o início dos anos 2010, deixando de lado sua origem agressiva, reivindicativa e cheia de palavrões, para usar códigos da pop, mais melodiosa e mais fácil de exportar”.

Porém, comenta a reportagem, Anitta teria algo a mais. “Ela encarnaria de alguma forma a sociedade brasileira contemporânea” diz o texto.  Citando o crítico musical do site G1, Braulio Lorentz, o texto afirma que Anitta “soube seduzir as meninas de todas as classes sociais” e que a cantora seria um símbolo do empoderamento feminino.

A correspondente termina se perguntando se Anitta poderia ser considerada como uma figura feminista. E completa analisando que, mesmo se a carioca adota os códigos da mulher-objeto, ela também assume, sem complexo, suas celulites nos primeiros dez segundos do clip Vai Malandra. “Um ato militante”, resume a reportagem da revista M.

Revista francesa aponta motivos para temer nova crise financeira mundial

Revista francesa questiona se “casamento” entre Bolsonaro e Guedes vai funcionar

Prefeita curda de 31 anos dirige a reconstrução de Raqqa, ex-capital do EI na Síria

Revista francesa L’Express dá destaque aos novos “políticos extravagantes” do Brasil

Briga por terras indígenas no Brasil esconde catástrofe ecológica na Amazônia

Livreiro espalha ursos de pelúcia em bairro de Paris e cria laços entre vizinhos

Revista conta como artistas húngaros vivem com a política repressiva de Orban

Figurinos de Jean Paul Gaultier para Portela já despertam interesse dos franceses

Revista L’Obs traz matéria sobre o “Fascismo Tropical” de Bolsonaro

Revista francesa traz perfil de vice de Bolsonaro, um “general sinistro”

Com recompensa de US$ 25 mi, líder do grupo EI é o homem mais procurado do mundo

Rival de Merkel consegue se impor como homossexual em partido homofóbico

Qualquer que seja o presidente eleito, será difícil tirar Brasil da crise, diz revista francesa Le Point

Psiquiatras franceses defendem Plano Nacional para tratar distúrbios mentais