rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Economia Imigração Imigrantes Migrantes Suíça

Publicado em • Modificado em

Cresce envio de fundos de migrantes para países em desenvolvimento

media
Migrantes chineses enviaram para o país 57 bilhões de dólares em 2011, de acordo com o relatório do Banco Mundial. REUTERS/Bobby Yip

O envio de fundos de migrantes para seus países de origem ultrapassou, em 2011, 350 bilhões de dólares, de acordo com um relatório publicado nesta sexta-feira pelo Banco Mundial, em Genebra, na Suíça, onde se reuniram até esta data representantes internacionais para o V Fórum Mundial sobre a Migração.


Os países que mais receberam essas transferências de recursos foram a Índia, com 58 bilhões, seguida de perto pela China, com 57 bilhões, o México, com 24 bilhões, e as Filipinas, com 23 bilhões de dólares. Em seguida, aparecem o Paquistão, Bangladesh, Nigéria, Vietnã, Egito e Líbano. "Apesar da crise econômica global, o envio de dinheiro aumento em 8% em relação ao último ano", declarou Hans Timmer, diretor do Banco Mundial.

O organismo prevê um aumento de 7,3% em 2012 e de 7,9% no ano seguinte. De acordo com o texto, se fossem também somadas as transferências para países ricos, o valor global se elevaria a 406 bilhões de dólares.

O fórum, criado em 2006, passa a ser comandado pela Suíça, que assume sua presidência por um ano. O mecanismo conta com a participação de 160 Estados e ONGs.