rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Alerta América Latina Chile Honduras Peru Terremoto Tsunami

Publicado em • Modificado em

Forte terremoto provoca alerta de tsunami no Chile e deixa seis mortos

media
Moradores são socorridos após terremoto que atingiu a costa do Chile, em 1 de abril de 2014. REUTERS/Stringer

Um forte terremoto de 8.2 de magnitude deixou pelo menos seis mortos no norte do Chile nesta terça-feira (1), a cerca de cem quilômetros do porto de Iquique, provocando um tsunami com ondas de mais de 2 metros de altura. Mais de 900 mil pessoas foram evacuadas, segundo as autoridades chilenas. A presidente do Chile, Michelle Bachelet, decretou estado de catástrofe natural na região.


De acordo com a marinha chilena, as primeiras ondas do tsunami atingiram a costa cerca de 45 minutos depois do terremoto. Pelo menos seis pessoas morreram em Iquique e Alto Hospicio, segundo o ministro do Interior, Rodrigo Peñailillo, vítimas da queda de muros ou de crises cardíacas. Três ainda estão em estado grave.

A presidente Michelle Bachelet prometeu "trabalhar o tempo que for necessário para enfrentar essa situação de emergência", em um pronunciamento na TV. O alerta tsunami foi emitido no Chile e em toda a costa pacífica da América Latina, incluindo o Peru, o Equador, a Colômbia, Honduras, Panamá, Costa Rica e Nicarágua, chegando ao Havaí.

O alerta continua em vigor no norte do Chile, próximo do epicentro e onde o tremor foi mais forte, mas já foi levantado entre as cidades de Antofagasta e Valparaiso, no sul. Pelo menos 17 tremores considerados secundários foram detectados em outras regiões. O governo da Indonésia também anunciou nesta manhã que o tsunami chileno pode ter ressonância na costa do país.

O terremoto no litoral chileno aconteceu por volta das 21h no horário local, a 89 km do litoral norte do país e a uma profundidade de 46 km. As regiões mais atingidas foram Arica, Iquique e Antofagasta, a 1.800 quilômetros de Santiago, provocando pânico na população.

Logo após o terremoto, a presidente chilena declarou estado de catástrofe natural nas regiões de Arica e Tarapacá, e deve visitar o norte do país nesta quarta-feira. O tremor provocou muitos estragos.

A torre de controle do aeroporto de Iquique, por exemplo, foi danificada, e todos os voos nas grandes cidades da região foram cancelados. Cerca de 300 detentas aproveitaram a confusão para fugir da prisão de Iquique e estão sendo procuradas pela polícia e o exército.

O terremoto provocou ondas de mais de dois metros de altura. A atividade sísmica no Chile é intensa e os terremotos no país são frequentes. Em fevereiro de 2010, um tremor de 8,8 seguido de tsunami deixou mais de 500 mortos.

Terremoto também provoca evacuação no Peru

As autoridades peruanas também ordenaram a evacuação da região de Ica, situada no sul do Peru, e perto da fronteira com o Chile, segundo a radio PPP. Diversas cidades também registraram queda de energia elétrica.