rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Desabamento Nepal Terremoto Morte Índia Vítimas

Publicado em • Modificado em

Cresce número de vítimas de novo terremoto no Nepal

media
Mulher nos escombros de casas que ruíram na cidade de Sankhu, no Nepal. REUTERS/Navesh Chitrakar

O terremoto de 7,3 na escala Richter que atingiu o Nepal nesta terça-feira (12) matou ao menos 36 pessoas no país e deixou outras 17 vítimas na Índia, além de mais de 1.000 feridos. Muitos prédios que já estavam com a estrutura abalada pelo terremoto anterior, de 25 de abril, desabaram.


Na hora seguinte ao novo terremoto no Nepal, o instituto americano de geofísica USGS registrou várias réplicas na região, a mais forte delas de intensidade 6,3 na escala Richter. O estado indiano de Bihar, que faz fronteira com o Nepal, registra o maior número de mortos nos países vizinhos. O abalo também foi sentido em Bangladesh e no Tibete. Pelo menos um motorista tibetano morreu atingido por pedras que caíram na via em que ele circulava.

A terra voltou a tremer no Nepal quando eram 12h35 no horário local. O epicentro do novo abalo foi localizado perto de um acampamento na base do Monte Everest, a 80 km a leste da capital e a 19 km de profundidade. O acampamento estava provavelmente vazio, pois tinha sido interditado no terremoto de abril, que deixou mais de 8 mil mortos e 17 mil feridos.

Pânico nas ruas de Katmandu

Como aconteceu no primeiro terremoto, de magnitude 7,8 na escala Richter, o tremor de hoje provocou pânico em Katmandu. Os moradores da capital saíram às ruas para se proteger de desabamentos. As autoridades fecharam o aeroporto internacional por precaução e pediram aos nepaleses que ficassem nas ruas até segunda ordem. A ONG Save The Children informou que dois grandes imóveis do bairro de Balaju Nayabazar, em Katmandu, desabaram. Outros edifícios próximos apresentam fissuras.

Os distritos de Chautara, Dolakha e Sidhupcalchowk, na fronteira com o Tibete, parcialmente destruídos no primeiro terremoto, pagam caro pelo novo tremor. Segundo o ministro do Interior nepalês, Bam Dev Gautam, várias casas e prédios ruíram nessas localidades.

O novo terremoto foi sentido em países vizinhos do Nepal, como Índia, Bangladesh e na região do Tibete, onde ocorreram desabamentos. Em Nova Délhi, a terra tremeu durante mais de um minuto e centenas de pessoas deixaram os escritórios com medo de serem soterradas.