rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

África do Sul Transplante cirurgia Operação Medicina

Publicado em • Modificado em

Após receber transplante de pênis, homem engravida namorada

media
O urologista Andre van de Merwe, que realizou o primeiro transplante bem-sucedido de pênis. Flickr/ Stellenbosch University

Depois de passar por um transplante de pênis, o primeiro bem-sucedido da história da medicina, um jovem sul-africano anunciou que será pai. A operação foi realizada no hospital Tygerberg, na Cidade do Cabo, no final do ano passado, e foi considerada "um sucesso" pela equipe cirúrgica.
 


"Ele me informou que sua companheira está grávida de quatro meses", declarou Andre van de Merwe, o urologista que coordenou o transplante. Ainda surpreso, o médico disse que nada impede que o paciente tenha filhos porque a qualidade do esperma não foi afetada com a cirurgia.

Merwe tratou do paciente de 21 anos logo após uma circuncisão mal-sucedida, uma prática recorrente nas tribos da África do Sul. Com a infecção, ele teve o pênis amputado e ficou três anos sem o órgão. "Estamos contentes que ele não tenha passado por complicações e que seu pênis funciona bem", reiterou o urologista.

Sucesso do transplante

A cirurgia durou nove horas e o órgão transplantado pertencia a um doador falecido, segundo a família do paciente. O jovem conseguiu recuperar todas as funções sexuais e urinárias do pênis.

O anúncio do sucesso da operação teve forte repercussão na África do Sul. A cada ano, rituais de circuncisão, que marcam a passagem do jovem para a vida adulta, resultam em um importante número de mortos e mutilados. Entre 2008 e 2013, complicações consequentes desse tipo de cerimônia causaram a morte de 486 pessoas no país.

Um outro transplante de pênis já havia sido realizado na China em 2006. Apesar do sucesso da operação, o órgão teve que ser retirado devido a problemas psicológicos do paciente.