rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

ONU Aids Epidemia Ban Ki-moon HIV Relatório

Publicado em • Modificado em

Número de novos casos de AIDS caiu 35% desde 2000

media
Casos de HIV caem 35,5% e meta de tratar 15 milhões é atingida, é o que diz o novo relatório da Unaids, programa conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids, divulgado nesta terça-feira (14). UNAIDS Brasil

O número de contaminações pelo HIV caiu mais de um terço nos últimos 15 anos, revelou nesta terça-feira o relatório anual da Unaids, a agência da ONU para a AIDS. O anúncio foi feito pelo secretário-geral das Nações Unidos, Ban Ki-moon em Addis Abeba, capital da Etiópia. No entanto, o número de infectados no Brasil subiu.


"O mundo atingiu um dos objetivos do milênio", que era a luta contra o HIV, festejou Ban Ki-moon. A epidemia mundial foi freada e sua curva de expansão invertida, garantiu o secretário-geral da ONU. O relatória da Unaids mostra que os esforços da comunidade internacional na luta contra a doença foram um sucesso. Eles permitiram atingir o objetivo de oferecer tratamento em 2015 a 15 milhões de infectados. Em 2001, apenas um milhão de doentes tinham esse benefício.

Entre 2000 e 2014, o número de novos casos no mundo recuou 35,5%, ao registrar 2 milhões de contaminações. A queda mais significativa, de 58%, é verificada entre as crianças. Em 2014, 36,9 milhões de pessoas viviam com o HIV. No ano passado, 1,2 milhão de pessoas morreram em decorrência do vírus, mas essas mortes representam uma queda de 41% em relação a 2004.

No entanto, para acabar com a epidemia até 2030 e ter uma geração sem Aids, a ONU pede que US$ 32 bilhões sejam investidos anualmente até 2020, contra US$ 21,7 bilhões gastos atualmente.

Situação no Brasil

Segundo estimativas do relatório, entre 29 mil a 51 mil novos casos foram registrados no Brasil em 2000, contra 31 mil e 57 mil em 2014. O país é responsável por aproximadamente metade das novas infecções na América Latina.

A região asiática, apesar de ser uma das que apresenta um menor número de infectados (5 milhões), é a que mais preocupa a ONU. As novas contaminações subiram 3% entre 2010 e 2014, puxadas principalmente pela China, Índia e Indonésia.

A África continua sendo a região mais atingida, com 70% dos casos mundiais de Aids, mas o número de contaminações caiu 39% nos últimos 15 anos.