rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Gato cachorro Carne Consumo Taiwan Defesa dos Animais

Publicado em • Modificado em

Taiwan aprova lei que proíbe consumo de carne de gato ou cachorro

media
Ongs como a Humane Society International comemoram lei que proíbe consumo de cães e gatos. Facebook/HSI

O parlamento de Taiwan proibiu nesta quarta-feira (12) o consumo de carne de cachorro e de gato, cedendo à pressão dos defensores dos animais.


Os deputados aprovaram uma lei que proíbe o consumo, a compra e a posse de carne de cão ou de gato, sob pena de uma multa equivalente a mais de US$ 8 mil (R$ 24 mil).

A nova lei também aumenta para dois anos de prisão e uma multa de até US$ 65 mil (cerca de R$ 200 mil) a pena máxima para qualquer pessoa que mate ou maltrate esses animais e o dobro para os reincidentes.

"Isso mostra que Taiwan é um país onde a sociedade se preocupa muito com o bem-estar dos animais", considerou Wang Yu-min, autor do projeto de lei.

O consumo de carne de cachorro e de gato era comum há algumas décadas em Taiwan, assim como em outros países da Ásia, mas diminuiu muito nos últimos anos.

Uma série de casos que ilustraram a crueldade e os maus-tratos a cachorros e gatos sensibilizaram a população sobre a necessidade de uma legislação mais protetora dos animais.

Soldados torturam cachorro de rua

No ano passado, o exército teve que pedir desculpas publicamente após a difusão de um vídeo em que três soldados torturavam e estrangulavam um cachorro de rua com uma corrente de metal. O caso provocou manifestações no país.

Em 2014, um outro episódio de crueldade com animais gerou comoção pública, envolvendo um hipopótamo conhecido por suas apresentações em um zoológico particular na região central do país, que morreu em decorrência de fraturas e maus tratos.

Ongs de proteção a animais, como a Humane Society International, comemoram a nova lei aprovada em Taiwan.