rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Hamas Fatah Cairo Líbano Palestina Mahmoud Abbas

Publicado em • Modificado em

Hamas e Fatah selam acordo no Cairo para governar Palestina

media
Na Faixa de Gaza, homem comemora acordo entre o Hamas e seu rival palestino, Fatah, na frente da bandeira egípcia, em 12 de outubro de 2017. REUTERS/Ibraheem Abu Mustafa

Após dois dias de conversas no Cairo, os dois partidos palestinos rivais Fatah e Hamas chegaram a um acordo de reconciliação. O acordo foi anunciado pelo líder do Hamas, Ismail Haniyeh, antes mesmo do presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas confirmar esse passo importante no processo de reconciliação do Estado palestino.


Guilhem Delteil, correspondente da RFI em Jerusalém

O acordo entre Hamas e Fatah concluído neste 12 de outubro no Cairo permanece provisório. As questões mais difíceis entre os dois partidos ainda não foram abordadas.

É o caso do futuro dos 25 mil homens das brigadas Ezzedine al-Qassam, o braço armado do Hamas. O movimento islâmico se recusa a prever uma possibilidade de desarmamento, enquanto o presidente da Autoridade Palestina exclui reproduzir o modelo do Hezbollah, uma referência à milícia xiita considerada como um Estado dentro do Líbano.

Mas ambas as partes parecem querer marcar cada passo com um símbolo forte. Após o anúncio do início da aproximação, o primeiro-ministro palestino fez um retorno triunfante à Faixa de Gaza. Dessa vez, é Mahmoud Abbas quem poderia ir no local nas próximas semanas. Essa seria a sua primeira visita no local em mais de dez anos.

Passo a passo, o Hamas e o Fatah selam sua aproximação. Os dois principais partidos palestinos anunciaram no mês passado o retorno do governo da Autoridade Palestina à Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas.