rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Moda modelos Morte China Rússia

Publicado em • Modificado em

Agência chinesa nega ter provocado morte de modelo adolescente russa

media
A morte da modelo Vlada Dziouba na sexta-feira (27) em um hospital chinês reavivou o debate sobre as condições de trabalho de modelos estrangeiras na China. Instagram.com/_dzyuba

A agência de modelos chinesa ESEE desmentiu nesta segunda-feira (30) ter levado uma modelo de 14 anos a uma situação de exaustão e provocado sua morte por esgotamento, apenas alguns dias depois da adolescente participar da Xangai Fashion Week.


A morte da modelo Vlada Dziouba na sexta-feira (27) em um hospital chinês reavivou o debate sobre as condições de trabalho de modelos estrangeiras na China, muitas das quais provenientes de países da ex-União Soviética. Segundo a revista feminina Madame Figaro, a garota teria trabalhado treze horas seguidas, mesmo apresentando sintomas de uma possível meningite.

Vlada Dziouba, de apenas 14 anos, começou a sentir tonturas na terça-feira (24). Ela foi hospitalizada no dia seguinte, mas seu estado se deteriorou rapidamente. O jornal russo de língua inglesa The Siberian Times afirmou que a menina havia sucumbido a uma meningite, agravada por um profundo estado de cansaço após "um desfile de moda exaustivo em Xangai".

Segundo Madame Figaro, a mãe da modelo declarou a um canal de televisão russo que a garota chegou a lhe telefonar e dizer que estava “muito cansada” e que desejava “apenas dormir”. “Eu não dormi depois disso”, disse Oksana, mãe de Vlada Dziouba. “Fiquei telefonando constantemente para pedir que ela fosse ao hospital”.

Breaking Fashion News 😭😭💕❤️ Vlada Dzyuba #SAD: 14 year old #model slumps and dies on #catwalk following severe exhaustion . . . A 14-year-old model who collapsed and died moments before she was due on the catwalk was suffering from "utter exhaustion", doctors have said. . . #VladaDzyuba, from #Russia, was on a three-month assignment in China after being recruited by an agency.According to reports she was on a "slave labour" contract without medical insurance.She had been taking part in a gruelling 13-hour #Asian #fashion show in #Shanghai when she collapsed and fell into a coma. . . She never regained consciousness, dying two days later, say reports.A preliminary post-mortem exam concluded the cause of death was meningitis made worse by "utter exhaustion". . . #Moscow is to demand explanations over the conditions in which the Vlada was kept in Shanghai after she was recruited on a contract which involved her missing #school in her home city Perm, in the Urals. . . She had been prominent at this month's prestigious Shanghai Fashion Week.The girl's temperature soared as she was about the go on the catwalk, it has emerged. "Minutes later she collapsed and was unconscious," reported The #Siberian Times." . . An ambulance was called but she died on Friday after two days in a coma."The preliminary cause of death is meningitis compounded by severe exhaustion." Her distraught #mother Oksana wept: "She was calling me, saying 'Mama, I am so tired. I so much want to sleep'. "It must have been the very beginning of the illness. . . "And then her temperature shot up."I didn't sleep myself and was calling her constantly, begging her to go to hospital." . . The mother - who also has a young baby - sought a visa to be with her daughter but could not get it before her child died. . . The head of the Perm modelling agency behind her trip, Elvira Zaitseva, said: "No-one expected it to lead to such consequences."We are now reaping what we have sown." The Siberian Times #model#modeling#sad#died#russianmodel#teenmodel#crying

Une publication partagée par Mongolian Models 🇲🇳 (@mongolmodel) le

Agência de modelos recusa acusações

Mas a agência de modelos ESEE, baseada em Xangai, rejeitou veementemente as acusações, dizendo que o adolescente começou a se sentir mal no dia 24 de outubro, seis dias após o final da Fashion Week. O chefe da agência, Johney Zheng, disse que a adolescente nunca se queixou de qualquer sobrecarga de trabalho.

Segundo declaração da ESSE, citando o relatório médico de um hospital de Xangai, a jovem modelo morreu de septicemia, uma forma de infecção generalizada do sangue. "Nossa agência está muito triste, a Vlada era uma menina adorável e nós trabalhávamos com ela há dois anos", disse Zheng em uma coletiva de imprensa.

A ESSE se recusou a tornar pública a remuneração da adolescente. Mas o principal agente da empresa, Carrie Fang, que estava ao lado da jovem modelo russa quando ela morreu, refutou os rumores de que ela recebia apenas US $ 8 por dia. De acordo com o chefe da agência de modelos chinesa, a maioria de suas missões durou entre quatro e oito horas, e todas tiveram intervalos regulares. "Ela era jovem, ela era uma menina muito expressiva", afirmou Fang, visivelmente emocionada.

Maus tratos no mundo da moda

A morte de Vlada Dziouba traz novamente à tona o debate sobre possíveis maus tratos no mundo das passarelas. Em março deste ano os diretores de casting Maida & Rami, que selecionavam modelos para o desfile da maison Balenciaga, foram acusados  de deixar 150 jovens esperando durante três horas em uma escadaria, no escuro, para serem avaliadas. Após a denúncia, a marca cancelou seu contrato com a agência.