rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Senado Austrália Casamento Gay Legalização

Publicado em • Modificado em

Senado da Austrália abre caminho para legalização do casamento gay

media
Comunidade LGBT de Sydney comemora a vitória do sim pela legalização do casamento gay, na consulta popular na Austrália. Australia, November 15, 2017. REUTERS/Steven Saphore

O Senado australiano aprovou nesta quarta-feira (29) o projeto de lei que abre caminho para a legalização o casamento gay no país. Mas, para a lei entrar em vigor, ela deve ainda ser votada pela Câmara dos Deputados.


Apesar de protestos dos conservadores, o Senado da Austrália aprovou o projeto de lei por 43 votos contra 12. A votação aconteceu após a rejeição pela casa de pedidos para autorizar empresas e serviços especializados em casamentos a não organizar cerimônias entre homossexuais.

Penny Wong, legisladora trabalhista que defende os direitos da comunidade LGBT, comemorou a aprovação. Este voto "diz a muitos australianos que este Parlamento e esta sociedade os aceitam como eles são", afirmou Wong. "Essa vitória é o resultado de mais de dez anos de luta dos militantes pela igualdade (de direitos)", salientou Anna Brown, precursora dessa campanha pelo casamento gay no país.

Adoção definitiva

A adoção definitiva do texto que legaliza o casamento entre pessoas do mesmo sexo na Austrália deve acontecer sem dificuldades. Os deputados australianos vão discutir o novo texto nas próximas semanas e a maioria deles já se comprometeu a respeitar "a vontade dos australianos".

O casamento gay na Austrália já foi referendado pela maioria da população. Em uma consulta popular realizada pelos correios, em meados de novembro, 62% da população se pronunciou a favor da legalização. Cerca de 80% dos eleitores australianos, isto é, 12,7 milhões de pessoas, participaram da sondagem.

O primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull, apesar de conservador, é favorável ao casamento gay. Ele organizou a consulta popular para pressionar os parlamentares contrários à reforma. Como há duas semanas, o país foi palco de muitas comemorações, após mais essa etapa alcançada pelos defensores dos direitos dos homossexuais. A Austrália passará a ser o 24° país a legalizar a união entre pessoas do mesmo sexo.