rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Dengue Vacina Saúde Pública

Publicado em • Modificado em

Vacina contra a dengue pode agravar a doença, revela fabricante

media
Primeiros lotes da vacina, apresentados em 2016. AFP/YURI CORTEZ

As Filipinas anunciaram nesta sexta-feira (1o) a suspensão de sua campanha de vacinação contra o vírus da dengue, depois que o fabricante Sanofi alertou que a vacina poderia, em alguns casos, agravar a doença.


O grupo farmacêutico francês Sanofi desaconselhou em um comunicado o uso de Dengvaxia, a primeira vacina contra a dengue autorizada no mundo, em pessoas que nunca foram infectadas.

As Filipinas vacinaram mais de 700 mil crianças desde 2016, quando o arquipélago se tornou o primeiro a usar a vacina em grande escala.

Piora ao invés de proteção

A vacina "proporciona um efeito protetor persistente contra a dengue para indivíduos já infectados no passado", segundo o Sanofi. Mas para os demais "após a vacinação, vários casos graves de dengue foram constatados em caso de exposição ao vírus".

"À luz desta nova análise, o ministério da Saúde suspenderá o programa de vacinas, à espera de consultas com especialistas e com a Organização Mundial de Saúde", afirmou o governo filipino em comunicado.

Mil filipinos morreram de dengue em 2016, de um total de 211 mil casos, de acordo com estatísticas oficiais. Nenhum caso, no entanto, foi registrado em consequência da vacina Dengvaxia.