rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Israel cristãos Jerusalém

Publicado em • Modificado em

Israel suspende medidas que provocaram fechamento da Igreja do Santo Sepulcro

media
Essa foi uma das raras vezes que o Santo Sepulcro teve suas portas fechadas. REUTERS/Ammar Awad

Israel suspendeu nesta terça-feira (27) as medidas fiscais que levaram ao fechamento, por parte dos líderes religiosos, da Igreja do Santo Sepulcro. O local, segundo a tradição cristã, abriga o túmulo de Jesus Cristo e é visitado por turistas e fiéis do mundo todo. 


O Santo Sepulcro foi fechado domingo (25), em um protesto sem precedentes contra uma medida fiscal e um projeto de lei israelense sobre os bens das igrejas. A prefeitura de Jerusalém decidiu obrigar os templos a pagar impostos sobre as propriedades que não fossem locais de culto ou de educação religiosa, mas que tivessem atividades comerciais que geram receita.

Os chefes das igrejas greco-ortodoxa, armênia e católica, que compartilham a guarda do Santo Sepulcro, contestaram a decisão. Os líderes religiosos alegam que as medidas são uma tentativa de enfraquecer a presença cristã em Jerusalém.

Mas, nesta terça-feira, a assessoria do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu anunciou, em um comunicado, a suspensão dessas regras tributárias. 

Segundo as autoridades israelense, o prefeito de Jerusalém, Nir Barkat, e o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, chegaram a um acordo para a criação de um grupo de trabalho que deve “negociar com as igrejas uma solução” sobre a questão dos impostos. O Santo Sepulcro voltará a abrir suas portas na quarta-feira (28).

Durante três dias, milhares de peregrinos e de turistas de todo o mundo encontraram fechados os pesados portões de madeira do Santo Sepulcro. Foram muito raros os fechamentos anteriores nos últimos 25 anos.

História do Santo Sepulcro

Considerado como o local mais sagrado do Cristianismo, o Santo Sepulcro foi construído onde Jesus foi crucificado e enterrado, de acordo com a tradição. Centenas de milhares de pessoas visitam o local todos os anos em peregrinação.

A igreja está localizada na Cidade Velha de Jerusalém Oriental, a parte palestina da cidade sagrada que Israel ocupa há 50 anos e cuja anexação é considerada ilegal pela comunidade internacional.

Em 1990, o Santo Sepulcro foi fechado com outros locais cristãos em protesto contra o assentamento de colonos perto desta igreja. Nove anos depois, o monumento cristão foi novamente fechado para protestar contra a construção de uma mesquita perto da Basílica da Anunciação em Nazaré.

(Com informações da AFP)