rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Giuseppe Conte anuncia demissão do cargo de primeiro-ministro da Itália

Resgate Enchentes Inundações Índia

Publicado em • Modificado em

Indianos voltam para casa depois de enchentes que deixaram 400 mortos

media
Vítimas da enchente descarregam alimentos e ajuda humanitária de um helicóptero da Força Aérea Indiana em Kerala, em 21 de agosto de 2018. REUTERS/Amit Dave

Centenas de milhares de indianos deslocados ainda estão esperando para voltar para suas casas em Kerala, no Sul da Índia, onde o número de mortos ultrapassa 400 vítimas. Segundo dados oficiais, mais de 43 mil pessoas foram socorridas até esta quarta-feira (22). Apenas alguns bolsões isolados continuam inundados após o rápido recuo das águas desde segunda-feira (20). Agora é a hora da reabilitação na região, atingida pelas piores inundações dos últimos cem anos.


Antoine Guinard, enviado especial da RFI à Kerala

O governo indiano chega ao fim das operações de socorro no país, que agora estão limitadas a alguns bolsões ainda alagados na região de Kerala nesta quarta-feira (22). O recuo das águas se desenrolou rapidamente, com a quase completa interrupção da chuva em todo o território nas últimas semanas. O principal problema agora continua sendo a questão das pessoas retiradas de suas casas.

Os indianos deslocados, que se encontram em acampamentos às vezes montados em escolas ou igrejas, vão e voltam diariamente para consertar e limpar suas casas. Cozinhas populares que oferecem sopa também foram montadas por voluntários de toda a Índia para pessoas que tiveram que fugir das águas de Cochim e de outras cidades em Kerala. Muitos moradores, no entanto, estão começando a voltar para suas casas, embora essa ainda seja uma questão delicada para a maioria.

Ajuda milionária do Golfo

Segundo o governo local, 10 mil km de estradas e mais de 50 mil casas foram destruídas durante as inundações. Kerala recebeu ajuda financeira do governo central, mas também de vários outros estados indianos, bem como do exterior, incluindo os Emirados Árabes Unidos. Cerca de 3 milhões de indianos, 80% dos quais são locais, trabalham no país árabe.

Esta monarquia do Golfo ofereceu € 86 milhões para recuperar a área do desastre, mais do que o próprio governo indiano. Este último pode, no entanto, recusar qualquer ajuda externa, de acordo com a imprensa indiana.