rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Nobel de Economia vai para francesa, indiano e americano por estudos de combate à pobreza
Brasil-Mundo
rss itunes

Depois de palhaço e trapezista, brasileiro vira piloto de globo da morte em Dubai

Sexta geração de uma família de artistas circenses, o brasileiro Rafael Nino Jr. deixou para trás os dias como palhaço e trapezista para perseguir um sonho: ser piloto do globo da morte. Já se vão 14 anos desde que ele deixou a casa da mãe rumo à China, sem falar inglês e com apenas US$ 15 no bolso. O que começou com o objetivo de ajudar a família financeiramente, acabou evoluindo para uma carreira internacional.

Mariana Durão, correspondente da RFI em Dubai

Aos 29 anos, o piloto já conta passagens por 32 países, participações no Grande Circo de Moscou e uma marca no Guinness, e em um número com recorde de seis motociclistas desafiando a gravidade em uma esfera de aço.

Atualmente, Nino Jr. lidera o time de cinco globistas brasileiros que atuam no espetáculo La Perle, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Dirigido pelo italiano Franco Dragone, cujo currículo inclui anos no Cirque du Soleil, o show traz 65 artistas de 23 nacionalidades e áreas diversas. Mais de 20% do elenco é formado por brasileiros. A lista inclui mergulhadores, acrobatas e até atletas, como a campeã mundial de slackline Giovanna Petrucci.

“Os brasileiros estão presentes em todas as principais áreas do espetáculo. Cada seção de artistas tem um capitão, que lidera o treino, lidera o time. São sete capitães no show, dos quais três são brasileiros”, explica.

Torre de Babel

O resultado dessa torre de Babel artística é uma plateia fascinada por acrobacias aquáticas e aéreas, performances arriscadas e um cenário lúdico, com luzes, fogo e muita água. Criado sob medida para o show, o teatro tem no palco uma piscina com 2,7 milhões de litros de água, na qual artistas mergulham de uma altura de 25 metros.

O espaço para o globo da morte nesse tipo de espetáculo é considerado um marco pelo piloto. Para realizar o sonho de atuar com Dragone foi preciso montar um número inédito, que desafiasse as leis da física. Em La Perle, o globo fica pendurado a oito metros do palco e, em determinado momento, se divide em pleno ar. Por 25 segundos quatro pilotos giram na metade de cima da esfera, enquanto o capitão permanece embaixo. É o momento mais tenso do show.

Viciado em adrenalina, em suas palavras, ele conta como mantém o sangue frio: “O segredo é não pensar no risco que você tem. Acho que se você pensa que pode acontecer algo seu subconsciente entra lá dentro com aquele pensamento e tira um pouco o foco do que você vai fazer. Então eu sempre prezo não pensar no perigo que a gente está passando e sim me divertir com o tempo que a gente tem ali. É uma diversão para a gente. A gente tenta transformar o medo em adrenalina”, diz.

Fora do modelo tradicional

O brasileiro chegou ao La Perle por intermédio do amigo Alfredo Silva, famoso pela participação como atirador de facas no programa America’s Got Talent. O elenco chegou a Dubai meses antes da estreia e participou do processo criativo de Dragone. A equipe do globo teve que se adaptar a um modelo bem diferente do circo tradicional. Além do treino sobre duas rodas, os motociclistas tiveram aulas de dança e teatro.

”Qual a diferença do La Perle para um circo tradicional? É que aqui a gente tem a junção de várias artes diferentes, como dança, efeitos visuais, efeitos especiais, acrobacias, números de risco de morte. Então acho que é uma junção teatral, enquanto o circo é mais tradicional”, explica. “Acho que a gente conseguiu fincar um pouco da tradição do circo no espetáculo e isso é muito bacana”, diz Nino.

 

João Kopke: o luso-brasileiro que mostra o melhor de Portugal através do surfe

Descoberta em Paris, acrobata carioca hoje brilha nos palcos da Alemanha

Famílias brasileiras contam como filhos se adaptam a escolas portuguesas

Músico brasileiro vira celebridade em Israel depois de participar de reality show

Cozinha dos afetos, a relação entre comida e memórias dos brasileiros que vivem em Portugal

Jovem ativista indígena brasileira participa da Cúpula do Clima da ONU

Atacado pelo governo de Bolsonaro no Brasil, educador Paulo Freire é celebrado na Suíça

Navio-escola Brasil atraca pela primeira vez em Israel com maior turma de aspirantes da história

Instituições brasileiras que combatem a cegueira ganham destaque com prêmio na Europa

Estudo de cientista brasileira sobre ligação entre células inova no combate de várias doenças

Israel: brasileira ensina hebraico online para recém-chegados e fãs do Velho Testamento

Empresária brasileira aposta em brigadeiros para conquistar consumidores israelenses

Em Portugal, brasileiros são os imigrantes que mais recorrem a programa de retorno ao país de origem

Brasileiros expatriados criam canais nas redes sociais com dicas sobre viver em Portugal

Cineasta brasileiro apresenta filme sobre ator uruguaio George Hilton em festival de Milão

Jovem talento de Paraisópolis tem experimento testado em parceria com a Nasa

Estilista Napoleão César celebra carreira na Itália com explosão de cores

Visão modernista do paisagista Burle Marx é destaque em exposição em Nova York