rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Eleições 2018 Ásia Hong Kong Jair Bolsonaro Fernando Haddad Brasil

Publicado em • Modificado em

Eleitores brasileiros na Ásia começam a votar para presidente

media
Brasileiros votam no Consulado do Brasil em Hong Kong neste domingo, 28 de outubro de 2018. Luiza Duarte/RFI

Os brasileiros que vivem na Austrália, Nova Zelândia e nos países da Ásia deram a partida para a votação para 2ª turno das eleições, neste domingo (28). Cerca de 500 mil eleitores brasileiros podem votar em 1.790 seções eleitorais no exterior. O voto no exterior é apenas para presidente e acontece, na grande maioria dos casos, dentro dos consulados e embaixadas brasileiras. 


Luiza Duarte, correspondente da RFI em Hong Kong

A crescente comunidade brasileira em Macau vota no Consulado de Hong Kong, que fica a cerca de 60 quilômetros de distância. Mais de 560 pessoas estão inscritas nessa seção eleitoral. 

Sulanir Pacheco mora em Macau há mais de 30 anos e veio votar no início do dia com a neta de 11 anos que passa férias no território chinês. Ela conta que nunca tinha votado no exterior.  “É a primeira vez que eu me conscientizei que eu tenho que tomar uma posição, porque o Brasil precisa de uma mudança radical. Eu vi um país completamente diferente de quando eu saí. É um país que está indo para um desfiladeiro. O brasileiro tem que tomar uma posição, o que está no Brasil e o que está fora”, defende.

“A sensação é que você está a cumprir o seu dever, abençoando o país e a sua família que ficou lá. O Brasil está com uma fama péssima no mundo, quando você diz que é brasileiro, você está representando seu país”, reforça.

Dessa vez, Fernanda Martins também decidiu fazer uma viagem de 1 hora de barca de Macau para garantir o voto. “‘É a primeira vez que eu voto não só no exterior, mas em toda a minha vida. Tenho 41 anos, é a primeira vez que resolvi votar, porque acho que o Brasil está em um momento crítico. Não que os dois candidatos sejam bons; para mim os dois são ruins”, revela.

“A democracia é importante. É bom exercer esse direito. Eu só não gosto da obrigatoriedade [do voto]. Isso não é democrático”, reitera a eleitora.

Cerca de 1580 brasileiros estão habilitados a votar em três outras cidades da China - Pequim, Xangai e Cantão - e ainda em Taipé, Taiwan. Xangai é o município chinês com maior número de eleitores inscritos. 

60 mil inscritos no Japão 

O maior número de eleitores brasileiros na Ásia está no Japão. No país são mais de 60 mil inscritos. O número é maior do que em Portugal e só fica atrás dos Estados Unidos. Tóquio é a terceira cidade no exterior com mais eleitores do Brasil. Eles são cerca de 26 mil na capital japonesa. 

Funcionários do Itamaraty cumprem a função de mesários. Os resultados da votação serão divulgadas às 17h no horário de cada país respectivamente. A contagem é pública e pode ser comunicada, porém esses números das votações no exterior só vão estar disponíveis online, e confirmados pelo TSE, depois que for encerrada a votação no Brasil.