rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Marte missão espacial Estados Unidos

Publicado em • Modificado em

Sonda InSight da Nasa pousa em Marte com sucesso

media
Engenheiros da Nasa celebram pouso da sonda InSight em Marte Al Seib/Pool via REUTERS

"Pouso confirmado!": a sonda americana InSight chegou nesta segunda-feira (26) ao solo marciano e já enviou a primeira foto da superfície do Planeta Vermelho. O aparelho tocou a superfície de marte um minuto antes do previsto.


Após sete anos de trabalho e sete meses de viagem pelo espaço, a sonda americana InSight pousou – às 11:52:59 no horário da Califórnia (17:52:59 em Brasília) – e logo em seguida enviou uma imagem. Cada etapa bem-sucedida desta arriscada operação gerou comoção no centro de controle do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa em Pasadena, Califórnia."Foi intenso", resumiu o diretor da agência espacial americana, Jim Bridenstine. "É uma experiência única, incrível".

"Tudo que aprendemos sobre Marte até este momento nos ajudará a entender como fazer pesquisas in situ (...). A InSight pode fornecer informações importantes sobre se há água líquida em Marte e inclusive onde está", tendo em vista uma missão humana ao planeta.

Bridenstine indicou que recebeu uma ligação do vice-presidente Mike Pence, que também comemorou o pouso no Twitter. "Parabéns à @NASA (...) e a todos que tornaram possível" a chega da InSight ao Planeta Vermelho. "É a oitava vez que os Estados Unidos pousam em Marte e é a primeira missão para estudar seu interior mais profundo. Uma grande conquista".

"Minha primeira foto em #Marte"

O processo de pouso foi perfeito: a ativação do paraquedas, a abertura de seus 'pés' e a redução de velocidade de 19.800 km/h a 8 km/h em apenas sete minutos. A primeira foto foi enviada por dois satélites que acompanharam a InSight durante sua travessia a Marte.

"Minha primeira foto em #Marte", escreveu a Nasa em uma conta criada para a InSight no Twitter. "A tampa da minha lente ainda não foi retirada, mas eu tinha que mostrar uma primeira olhada do meu novo lar".

É a primeira vez desde 2012 que um artefato consegue pousar em Marte, depois do veículo Curiosity da Nasa, o único atualmente ativo na superfície do Planeta Vermelho. Só os Estados Unidos conseguiram colocar artefatos lá, investindo nestas missões com o objetivo de preparar uma futura incursão com exploradores humanos para a década de 2030.

Mas mais da metade das 43 tentativas de levar a Marte robôs, satélites ou outros - executadas por agências espaciais do mundo todo - falharam.

A InSight, que custou US$ 993 milhões, tem o objetivo de registrar tremores no Planeta Vermelho, que se formou há milhões de anos como um planeta rochoso, como a Terra, mas que ainda é um grande mistério.

(Com informações da AFP)