rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Nobel de Economia vai para francesa, indiano e americano por estudos de combate à pobreza

Tailândia Tempestade Ilhas

Publicado em • Modificado em

Milhares de turistas ficam bloqueados em ilhas na Tailândia por causa de tempestade tropical

media
Praia do sul do país afetada pelos ventos da tempestade Pabuk. REUTERS/Krittapas Chaipimon

Milhares de turistas continuam bloqueados nesta sexta-feira (4) nas ilhas tailandesas do golfo, por causa da tempestade tropical Pabuk, que deve chegar por volta do fim do dia e já provocou chuvas torrenciais e ventos violentos no sul do país. Os aeroportos regionais e os portos permanecem fechados.


Essa é a primeira vez, em 30 anos, que uma tempestade tropical atinge essa parte do país fora da temporada da monção. Nas últimas horas, os ventos chegaram a 75km/h e as ondas atingiram cinco metros.

Um pescador da província de Pattani, perto da fronteira com a Malásia, morreu nesta sexta-feira ao ter seu barco atacado por ondas de vários metros. Um outro membro da embarcação continua desaparecido.

As chuvas devem afetar mais de uma dúzia de províncias, sobretudo Nakon Si Thammarat e Surat Thani, onde ficam as ilhas turísticas Koh Samui, Koh Tao e Koh Phangan. Todas as ilhas devem ser atingidas, devido ao tamanho e à intensidade da tempestade, de acordo com Phuwieng Prakhammintara, diretor do centro meteorológico tailandês.

Tempestade não deve se transformar em tufão

Segundo as previsões, Pabuk não deve se transformar em tufão, o que provocaria ventos de pelo menos 118km/h. Diversas casas foram privadas de eletricidade em razão da queda de árvores.

Os serviços de transporte marítimo foram suspensos, assim como três aeroportos regionais: Surat Thani, Nakhon Si Thammarat e Koh Samui, que ficarão fechados até o sábado (5). Em Koh Phangan, ilha reputada por suas festas de lua cheia, 10.000 turistas estão bloqueados.

Após chegar ao golfo da Tailândia, Pabuk vai provavelmente perder sua intensidade quando passar pelo mar de Andaman, onde ficam as estações turísticas de Krabi e Phuket. A tempestade vai em seguida se dirigir ao parque nacional de Similan, considerado um “paraíso” para os mergulhadores.

A Tailândia deve receber um número recorde de 40 milhões de visitantes neste ano, incluindo uma maioria nas estações balneárias do sul. Em 1989, o tufão Gay, última grande catástrofe da região, deixou centenas de mortos.