rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Tunísia : Boca de urna aponta vitória do professor Kais Saied

Estrangeiros Lei Arábia Saudita Turismo

Publicado em • Modificado em

Arábia Saudita: turistas que não são casados poderão ficar juntos em quartos de hotel

media
Casais estrangeiros que não são casados poderão dividir quarto de hotel na Arábia Saudita CRÉDITAFP

Os casais estrangeiros que não são oficialmente casados poderão a partir de agora reservar um quarto juntos em hotéis na Arábia Saudita. O anúncio foi feito neste domingo (6) pelas autoridades do país.


A circular divulgada pelas autoridades locais, e enviadas aos estabelecimentos, especifica que a regra não vale mais para turistas, que eram obrigados a provar que eram casados se quisessem dividir o mesmo quarto de hotel. As mulheres sauditas, informa o documento, também poderão fazer reservas desacompanhadas, apresentando uma carteira de identidade.

O país é um dos únicos do mundo a adotar a sharia, a lei islâmica. As mulheres não podem circular livremente, não podem ter qualquer tipo de contato com homens que não façam parte da família e não podem sair desacompanhadas.

A decisão anunciada hoje visa atrair visitantes ao país, que anunciou pela primeira em 27 de setembro a concessão de vistos de turismo para diversificar seus recursos, totalmente dependentes do petróleo. Até agora, apenas muçulmanos que se dirigiam a Meca tinham direito de entrar no país, além de espectadores de eventos esportivos ou culturais.

Era pós-petróleo

O desenvolvimento do turismo é um dos principais pontos do programa de reforma “Visão 2030”, do príncipe herdeiro Mohammed bem Salmane, que vista preparar a maior economia árabe à chamada era “pós-petróleo.” Os vistos poderão ser requeridos online e, na chegada, serão entregues aos estrangeiros de 49 países, entre eles o Brasil, os Estados Unidos, a Austrália e vários países europeus.

No dia 28 de setembro, entretanto, as autoridades informaram que os turistas que violarem a “decência pública”, usando por exemplo roupas extravagantes, poderão pagar uma multa.