rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Nobel Física

Publicado em • Modificado em

Nobel de Física premia três cientistas por trabalhos sobre cosmologia

media
Os vencedores do Prêmio Nobel de Física de 2019 sendo anunciados em Estocolmo. Claudio Bresciani/TT News Agency/via REUTERS

O canadense-americano James Peebles e os suíços Michel Mayor e Didier Queloz foram anunciados nesta terça-feira (8) como os vencedores do prêmio Nobel de Física por seus trabalhos em cosmologia.


"O prêmio é metade para James Peebles por descobertas teóricas em cosmologia física e metade, de maneira conjunta, para Michel Mayor e Didier Queloz pela descoberta de um exoplaneta ao redor de uma estrela do tipo solar", anunciou Göran Hansson, secretário-geral da Academia Real de Ciências da Suécia.

Os três cientistas – astrofísicos e astrônomos – contribuíram para “uma nova compreensão da estrutura e da história do universo”, acrescentou Hansson. “Essas pesquisas mudaram para sempre nossas concepções do mundo”.

James Peebles é especialista no cosmos, com seus bilhões de galáxias. Seu trabalho teórico, desenvolvido durante duas décadas, mergulha na origem do universo, do “Big Bang” a nossos dias.

Além do sistema solar

Michel Mayor e Didier Queloz exploraram a nossa galáxia, a Via Láctea, à procura de mundos desconhecidos. Em 1995, eles fizeram a primeira descoberta de um planeta fora do sistema solar, um exoplaneta com órbita em torno de uma estrea de tipo solar, batizado de 51 Pegasi b.

Eles vão receber o prêmio das mãos do rei da Suécia, Carlos Gustavo, em Estocolmo, no dia 10 de dezembro, aniversário da morte de Alfred Nobel, inventor da dinamite e criador do prêmio que leva seu nome.

A temporada do Nobel foi aberta ontem com o anuncio do prêmio de medicina, vencido por dois americanos e um britânico Peter Ratcliffe por suas pesquisas sobre a adaptação das células aos níveis variáveis de oxigênio. Os estudos realizados pelos três cientistas abrem perspectivas para o tratamento do câncer e da anemia.

Os premiados receberão no dia 10 de dezembro uma medalha de ouro, um diploma e um cheque de 9 milhões de coroas o equivalente a US$ 910.000, valor que será dividido entre os vencedores de cada categoria.

Amanhã, quarta-feira (9) será anunciado o Nobel de Química.