rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Brasil-África
rss itunes

Português é idioma oficial de Moçambique, mas 90% da população prefere outras línguas

Por RFI

 Em Moçambique, a língua portuguesa se tornou oficial logo após a independência, em 1975. Mas a maioria das pessoas continua a utilizar a língua que aprendeu em casa, a língua materna ou nacional, como chamam os moçambicanos.

Fábia Belém, correspondente da RFI Brasil em Maputo

A jornalista Celestina José, que nasceu na província de Manica, sabe bem o que é isso. “Na minha família falamos duas línguas nacionais: Cibalke e Cinyungwe”. Pelo catálogo, conhecido mundialmente como Ethnologue, Moçambique tem 43 línguas, incluindo o português e a língua de sinais. No entanto, o Núcleo de Estudos de Línguas Moçambicanas só reconheceu 22.

Língua da infância tem mais força

De acordo com o censo publicado em 2007, 25% da população declararam o Emakhuwa como língua materna, o que faz dela a mais falada no país. Já cerca de 90% dos moçambicanos não têm o português como língua materna.

Abenito Nhamucho é vendedor de frutas na capital, Maputo. Nasceu na província de Inhambane. Quando está com a família, fala a língua que aprendeu quando criança. “Em casa, com meu irmão, meu tio e meu sobrinho, falamos só a nossa língua materna.”

Segundo Celestina José, se um moçambicano vai estudar, trabalhar ou conviver com outros moçambicanos que falam uma língua nacional diferente, a tendência é sempre “a de aprender, para saber e não ficar excluída no grupo”.

Rádio Moçambique transmite em 21 línguas

Quando o assunto é diversidade linguística, a Rádio Moçambique aparece como um símbolo nacional. Criada em 1975, transmite a programação em português, inglês e em 19 línguas nacionais.

De acordo com o diretor de Emissões nas Línguas Moçambicanas da emissora, António Ndapassoa, à altura da independência nacional, o nível de analfabetismo no país chegava a 80%. “Era preciso assegurar o fluxo de informação, de comunicação para o restante dos habitantes”, afirma.

Os conteúdos da rádio são produzidos na sede, em Maputo, e nas outras dez redações instaladas nas províncias. “A informação, quando é produzida, é entregue aos profissionais das diferentes línguas, que fazem a tradução para cada uma das línguas daquele mesmo conteúdo”, explica o diretor.

Brasileira cria projeto para empoderar mulheres em favelas sul-africanas

Brasileira muçulmana se torna exemplo de solidariedade na África do Sul

Designer paulista desenvolve marca de roupas em Durban com mulheres em situação de vulnerabilidade

"Na África do Sul, o racismo é explícito; no Brasil ele é implícito", diz fotógrafa brasileira em Joanesburgo

Brasileira e negro zulu, casados há 13 anos, comparam o racismo no Brasil e na África do Sul

Artista brasileira faz residência em centro cultural que combateu o apartheid

Agência de brasileira promove roteiros personalizados na África do Sul

Especialização em Pilates ajuda brasileira a superar trauma familiar em Durban

Brasil tem participação de peso em principal festival de teatro da África Ocidental

Ana Marcela Cunha, tricampeã mundial de maratona aquática, fala sobre experiência na África do Sul

Casal brasileiro se destaca na gastronomia sul-africana com venda de pão de queijo

Pobreza dificulta luta contra terrorismo, diz embaixadora do Brasil no Burkina Faso

Atriz brasileira Chica Carelli leva peça inspirada em "Ubu Rei" a Cabo Verde

Brasileiros contam experiência de saltar do maior bungee jump do mundo, na África do Sul