rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Boris Johnson anuncia um "excelente novo acordo" com a UE
RFI CONVIDA
rss itunes

Laís Bodanzky, cineasta: "Público europeu é sensível ao tema da mulher"

Por Leticia Constant

A cineasta e roteirista paulista Laís Bodanzky, premiadíssima com “Bicho de Sete Cabeças”, está na Berlinale deste ano com seu novo longa, “Como Nossos Pais”. O filme trata de um drama em torno de uma mulher que cobra de si mesma estar à altura de tudo o que é esperado dela, como ser esposa, mãe e filha perfeita.

Enviada especial a Berlim

Por que a cineasta escolheu essa temática da "supermulher" e do questionamento interior que ela faz em relação a esse papel? "Acho que é um pensamento de toda mulher nos dias de hoje, acho que de uma certa forma a gente herdou uma conquista muito grande da geração da minha mãe através do movimento feminista dos anos 60 e 70. Mas depois, o que a gente faz com toda essa conquista? Porque a gente só conquistou, a gente não trocou papeis. A mulher hoje está sobrecarregada de ter que fazer tudo muito bem feito, o que é impossível. Esse é um dilema da mulher contemporânea”, explica a diretora, em entrevista à RFI durante a Berlinale.

Essa necessidade de perfeição é o conflito interior da personagem Rosa, interpretada com intensidade pela atriz Maria Ribeiro. “A personagem começa a refletir sobre isso e percebe que não é ela quem decide a própria vida", analisa a cineasta, acentuando que o filme discute o papel da mulher hoje, mas também como as mulheres se relacionam entre si.

Um aspecto muito interessante de “Como Nossos Pais” é o lugar onde o homem é colocado em relação ao universo psicológico feminino. Ele não é visto como rival mas como o companheiro que tenta se adaptar a essa nova mulher, empoderada e com sensação de conquista. "Não é um contra o outro, é junto. Tem que achar o ponto de equilíbrio", reflete Laís.

A cineasta se surpreendeu com a receptividade do público europeu a essa temática da mulher contemporânea: "A reação tem sido muito rica, as mulheres se identificando com o tema e os homens também, me fazendo perguntas excelentes", observa a diretora.

O longa “Como Nossos Pais” está na mostra Panorama Especial do Festival de Berlim.

Conferência Internacional [SSEX BBOX] em Paris tem Jean Wyllys e Lea T na programação

Ao canonizar irmã Dulce, papa Francisco promove humanismo, diz biógrafo da religiosa brasileira

Brasil vendia imagem de país cordial, mas sempre foi autoritário, diz Lilia Schwarcz

"Descoberta mudou a física e a astronomia”, diz cientista brasileiro que pesquisou com novo Nobel

“Sucesso do cinema brasileiro não é acidente, foi plantado há vários anos”, diz Karim Ainouz

Da janela de um arranha-céu de Porto Alegre, Rodrigo John filma a “virada histórica” do Brasil de 2013 a 2018

“Desmonte da cultura é um verdadeiro pesadelo no Brasil” diz Julio Bressane, homenageado no Festival de Biarritz

“Surto de desmatamento na Amazônia se explica pela chegada do governo Bolsonaro”, diz cientista do INPA

Documentário sobre greve de caminhoneiros no Brasil é exibido em Paris

"Jacques Chirac vai ser lembrado como um bon vivant", diz escritor Gilles Lapouge

Violência no Brasil é fruto do aparato repressivo herdado da ditadura, diz filósofo Edson Teles

Festival 'Brésil en Mouvements' celebra 15 anos com 11 filmes inéditos e participação da família de Marielle Franco

Pesquisadores formam rede para divulgar acervos estrangeiros sobre cultura brasileira

"João Gilberto sintetizou o samba", diz Bernardo Lobo ao homenagear compositor em Paris

Em Paris, soprano brasileira Camila Titinger canta na ópera Don Giovanni

Artista plástico Oscar Oiwa expõe em Paris obras de três cidades ligadas pelas Olimpíadas

Revista Vesta discute os desafios das adoções que “não dão certo”