rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Acordo Grécia Crise Eurogrupo Finanças Zona do Euro

Publicado em • Modificado em

Reunião do Eurogrupo termina sem acordo sobre a dívida grega

media
A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde (e) e o ministro grego das Finanças, Yanis Varoufakis, ao término da reunião do Eurogrupo nesta quinta-feira (25). REUTERS/Philippe Wojazer

A reunião de ministros das Finanças da zona do euro terminou nesta quinta-feira (25) sem qualquer acordo sobre as reformas que exigem os sócios da Grécia. Um próximo encontro do Eurogrupo deve ser realizado no sábado (27). O FMI diz que está confiante que o pagamento da dívida grega será feito até 30 de junho.


No Twitter, o ministro finlandês das Finanças, Alexander Stubb, publicou: "Terminou por hoje. As instituições (credoras) e Grécia continuam trabalhando. O Eurogrupo se reunirá mais tarde, mas não hoje".

Na chegada para a cúpula de líderes da União Europeia, que também é realizada hoje, a chanceler alemã Angela Merkel, pareceu pessimista. "Pelo que eu ouvi, ainda não fizemos os progressos necessários", declarou.

Já o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, indicou que estava empenhado em trabalhar "até o último minuto", enquanto o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, expressou sua "confiança" no fato de que a Grécia e os seus credores chegarão a um acordo.

Ontem, o encontro dos ministros das Finanças durou apenas uma hora. Os credores disseram que Atenas deve aceitar mais austeridade para ajudar a evitar o calote de suas dívidas.

Prazo expira em cinco dias

Restam apenas cinco dias para a Grécia pagar € 1,5 bilhão para o Fundo Monetário Internacional. Caso não quite essa parcela da dívida, não haverá o desbloqueio de de € 7 bilhões em empréstimos a Atenas e o país deve declarar falência no dia 1° de julho.

As discussões para chegar a um acordo tropeçam principalmente na questão da reforma previdenciária e no aumento do IVA na Grécia.

"Vamos continuar a procurar uma solução", publicou no Twitter o ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis.

(Com informações da AFP)